quarta-feira, 16 de julho de 2008

PAÇO DE ARCOS

Foto Google




Nesta minha terra, o calor do Verão vem sempre semeado a vento....
e mesmo quando se abafa ao sol, a brisa refresca o corpo quente.
Na sombra dos jardins, sentimos arrepiada a pele pela aragem do mar....
e como num claustro de folhagem, sussurram-se esconjuros ao estio.
Não sei, se fadas fugidas dos arvoredos de Sintra nos procuram...
para nos contarem da leveza do ar que na serra se respira.
Sei que nestas praias, de outros tempos ainda sinto o cheiro....
e na maresia em fim de tarde sinto também o vento da saudade.


2 comentários:

Fatima disse...

Ana e que bons são o mar, o sol, o calor, a brisa, a maresia, o ar da serra!

Ana Oliveira disse...

Pois é Fatima...
Das melhores coisas que a vida tem!
Beijos