segunda-feira, 5 de maio de 2008

LUAR NA BARRA

Tela de Ana Oliveira e Costa


Vão chegando as noites de Verão e com elas as brisas suaves, o mar calmo e a Lua enorme.
Lisboa lembra ao rio velhas histórias, dolente e serena.
Na outra margem as luzes banham-se nas àguas escuras.
Apetece ficar na praia até mais tarde... contar murmurios de ondas, beber aromas de maresia.
Vontade de caminhar no rasto do luar...
Como se no fim desse caminho de luz, estivessem todas as respostas e todos os nossos sonhos fossem possíveis.

4 comentários:

Benó disse...

Belo texto para acompanhar a sua tela.As noites de luar são noites de paixões, não são?
Espero que aceite o desafio que lhe proponho no meu Atelier.
m abraço.

Me Hate disse...

As noites só têm piada se EU estiver por perto portanto... ANDOR!

2007friend disse...

É um prazer admirar este Blog com tanta beleza e criatividade, e uma grande alegria ter fotos publicadas neste espaço. Obrigada Ana

kris disse...

lindíssima tela...