quarta-feira, 17 de junho de 2009

ERRANTE


Errante
Fantasma nu na sombria catedral
A ramaria chora comigo ave-Marias
Nas mãos a agua benta já foi chuva
E a cruz faço-a no peito de memoria.
Foto Google

13 comentários:

Maria Bettencourt Lemos disse...

Olá Ana Oliveira,
Muitissimo obrigada pela ssuas visitas e palavras muito simpáticas que me deixou...gostei imenso!
Um grande abraço para si,
Maria Lemos

Pelos caminhos da vida. disse...

Vim agradecer sua visita,obrigada.

Um lindo dia pra vc Ana.

beijooo.

Fabio Fernandes Cruz disse...

Ana, registro aqui minha admiração pelo espaço tão cheio de poesia, arte, amor e beleza.Parabèns!!
Muito sucesso pra ti!

abraços aqui do Brasil.

Fábio

simplesmenteeu disse...

Fantasma de mim, andas perdido
Assustas-me os passos e os dias...

...e nem com choros ou rezas eu me encontro.

beijo enorme e carinhoso

CigarraJazz disse...

Bela imagem. Estranhas palavras. Sortilégios.

Um beijo, Ana e parabéns por toda esta tua energia positiva.

Multiolhares disse...

Somos fantasmas perdidos na nossa catedral coração, precisamos beber muita água benta da pura natureza para mudarmos internamente.

Namastê

Ana Oliveira disse...

Maria

Não tem que agradecer...apenas quis deixar o meu apreço e admiração pela sua força e coragem.

Um abraço

Ana

Ana Oliveira disse...

Pelos Caminhos da Vida

Um beijo

Ana

Ana Oliveira disse...

Fabio

Obrigada pela sua visita e palavras tão gentis.

Um beijo de Portugal

Ana

Ana Oliveira disse...

Simplesmenteeu

Fantasmas somos, sempre, de nós...

Perdidos, às vezes...
Mas sempre de mãos postas!

Beijo grande

Ana

Ana Oliveira disse...

Cigarra

Sortilégios...obrigada pela palavra que bem descreve o que estas palavras, no fundo, queriam ser.

Beijosx2

Ana

Ana Oliveira disse...

Multiolhares

Toda a natureza é sagrada...todo o coração é morada do nosso sagrado eu! Por isso é no coração que se muda e se aperfeicoa o que somos no que queremos ser.

Namastê

Ana

Pedrasnuas disse...

UMA QUADRA COM GRANDE SIGNIFICADO...TODOS NÓS(DIGO EU) SOMOS DE VEZ EM QUANDO ERRANTES...EM DETERMINADAS ALTURAS DA VIDA...

TUDO TÃO PROFUNDO E DELICIOSO


BEIJINHO