domingo, 4 de outubro de 2009

O LUAR

:
:


;
O Luar Através dos Altos Ramos
:
;
O luar através dos altos ramos,
Dizem os poetas todos que ele é mais
Que o luar através dos altos ramos.
Mas para mim, que não sei o que penso,
O que o luar através dos altos ramos
É, além de ser
O luar através dos altos ramos,
É não ser mais
Que o luar através dos altos ramos.
;
Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XXXV" Heterónimo de Fernando Pessoa
:

Fotos Google. Fotomontagem Ana Oliveira

15 comentários:

Multiolhares disse...

Talvez assim seja, ou tudo o que os poetas quiserem imaginar.
beijinhos

Paula Raposo disse...

Linda a tua fotomontagem! A imaginação do Poeta não conhece limites...e isso é maravilhosamente belo! Beijos.

Ana Martins disse...

Cheguei até aqui através de um selinhoque cliquei no blogue de Isabel Filipe, e ainda bem que cheguei, saio maravilhada com estas imagens da lua!

Beijinhos,
Ana Martins

Fatima disse...

Lindo Ana

CigarraJazz disse...

Que maravilha!
Parabéns por esta fotomontagem, Ana. Ocorre-me Edgar Alan Poe e também Tim Burton, mas a(s) cor(es) da Lua faz(em)-me reformular esta primeira apreciação. Qualquer um dos mencionados lhe daria um tom bem mais frio, talvez mesmo gélido, o que não vejo aqui.
Bjs.

Liliana disse...

Querida Ana, conseguiu reunir neste post duas das minhas paixões: a Lua e Fernando Pessoa (neste caso um dos heterónimos). Adorei! Beijo

Susana Antunes disse...

Agradeço o comentário no meu blog , sem duvida é bom saber que não estamos sozinhos nesta caminhada da consciência a favor do Amor e da Luz:

abraço,

Susana

2007friend disse...

Excelente trabalho Ana, parabens.
Ainda não foi este fim de Semana...
No entanto os amigos não esquecem...
Bjo

Ana Oliveira disse...

Multiolhares

Talvez...no entanto o poeta tem sempre um olhar diferente e até um "luar através de altos ramos", sem mais, seja mais do que um simples "luar através de altos ramos"...

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Paula

Obrigada. Ando a brincar tentando encontrar novas formas de ver as coisas...ainda é "pintar" a realidade, transformando-a.
E os poetas ajudam-me a perceber quantas visões em cada olhar.

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Ana Martins

O selinho foi uma enorme gentileza da Isabel Filipe!
Obrigada pela visita.
Volta sempre.

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Fatima

Obrigada

:)

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

CigarraJazz

Obrigada.

De Poe não me tinha lembrado mas Tim Burton, sim..Gosto da atmosfera que normalmente nos oferece.
Estas luas eram mais frias, mais brancas, mais "geladas", mas resolvi dar-lhes mais cor, torná-las mais quentes.

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Liliana

De vez em quando há coisas que parecem nascer umas para as outras!
E nem sabemos muito como nem porquê!

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Susana

Felizmente o "despertar" para o Caminho da Paz, do Amor e da Luz, está a acontecer agora, com a tomada de consciencia, cada vez maior, de que somos todos parte de um Todo Maior.

Beijos

Ana