quinta-feira, 19 de março de 2009

PAI

O meu!
Que me levava com ele para a cervejaria. (E pedia para mim um copo com um dedo de cerveja para eu me sentir crescida).
Que se esquecia de me ir buscar ao colégio ao fim do dia. (E deixava as freiras sem saber o que fazer comigo).
Que fingia não me ver, devolver ao mar, os peixes que acabara de pescar. (E dizia aos amigos que os peixes tinham saltado do balde).
Que me ajudou a não temer a trovoada, ensinando-me a calcular a que distância se encontrava a tempestade. (E me piscava o olho quando a minha mãe se escondia a rezar a todos os santos).
Que me ensinou a suportar a matemática e a amar a química. (E fazia jogos com as fórmulas para que eu as não esquecesse).
Que me levou a ver todos os filmes de cowboys, da época. (E se recusava a ver outros, dizendo que para rir e chorar bastava a vida).
Que me deixou ler todos os livros que havia lá em casa, de Eça a Miller, sem censura. (E fingiu não saber que a minha mãe fizera desaparecer a belíssima edição do Kamasutra que eu tinha na mesa de cabeceira).
Que tem aceitado as minhas escolhas na vida, sem recriminações.(E, de vez em quando se esquece, e critica o mesmo em outras pessoas).
Hoje, sou eu que o ajudo a seguir pelos atalhos que a vida lhe deixou por caminho. (E fui eu que lhe rapei o cabelo na altura certa, que empurrei a cadeira de rodas quando foi necessário, que me ri com ele das verdades difíceis, que lhe ofereci a primeira bengala).
Hoje é o dia dele...mais um...Felizmente!
Foto Google

9 comentários:

kris disse...

Parabéns à filha babada... :))

beijo

simplesmenteeu disse...

Linda e comovente a tua homenagem.
É impossivel ler as tuas palavras sem ficar com lágrimas nos olhos.
Disseste tudo o que qualquer filha gostaria de dizer, de conseguir dizer e de ter para dizer.
Parabéns duplos ao teu pai.
Beijos

Guida disse...

Querida Ana
Que mensagem linda para qualquer Pai...
Como eu gostaria de ter dito isto ao meu.
Obrigada por todas estas mensagens que nos tocam tão profundamente.

Parabéns aos seus pais que nos presentearam com esta pessoal tal especial,e agradecer a Deus por ter uma
amiga c/a Ana. Beijinhos

Ana Oliveira disse...

Kris

Obrigada.

Babada e refilona...acredita.

Beijos

Ana

Ana Oliveira disse...

Simplesmenteeu

Obrigada.
Os momentos bons foram muitos, tantos que seria impossivel descreve-los todos...os maus, davam outra historia!
Os bons, sao agora, pequenos nadas engracados.
Os maus, espero que demorem muito tempo a voltar!

Um beijo

Ana

Baby disse...

Linda, linda homenagem ao teu pai, que deve ser um homem muito feliz por ter uma filha tão autêntica.
Há sempre uma altura na vida em que os papéis se invertem e é bom que saibamos desempenhar o nosso à altura, tal como eles o fizeram.
Um beijinho.

Ana Oliveira disse...

Guida

Obrigada.
Às vezes não dizemos mas fazemos...e é tão importante uma coisa como a outra.

Eu é que agradeço a sua amizade e paciência...e não me deixe embaraçada, por favor!!!

Beijinhos

Ana

Ana Oliveira disse...

Baby

Embora a inversão de papéis não seja fácil, é necessária, bom é quando as boas memórias ajudam a aliviar o fardo para ambas as partes.

Beijos

Ana

Fatima disse...

Uma bonita homenagem Ana.