segunda-feira, 2 de junho de 2008

MUSICA DO UNIVERSO

Tela de Ana de Oliveira e Costa


No imenso e imaginado silêncio do Universo, entre explosões de estrelas que morrem e sussurro de estrelas que nascem, entre vibrações de cometas que passam e acordes de átomos que se encontram e se repelem, flui, certamente a melodia da Vida.

Soarão ainda os berros dos Mamutes, os bramidos dos Tigre dentes de sabre, o choro de todas as crianças que nasceram, o suspiro de todos os que morreram... e os acordes de um futuro, sempre presente.

Uma maravilhosa musica soará na memória eterna do Universo, reflexo vibrante de tudo o que foi, é e será.

Tudo o que foi sentido, dito, pensado e sonhado!

A nossa pequena voz é só mais uma nota, essencial, no entanto, à perfeição da melodia.

2 comentários:

Me Hate disse...

Este quadro (repara que disse quadro ao invés de tempo, meses...) traz-me tantas saudades...

Ana Oliveira disse...

me hate
Este quadro é em si mesmo a saudade... mas como o proprio titulo diz, ele é a memória de tudo e nada se perdeu ou perderá...tudo resta no tempo e no espaço contínuo!
Restamos nós...