domingo, 21 de setembro de 2008

FIM DE SEMANA ll


À noite também se vê, da janela do meu quarto, a Lua.
Lua Senhora D. Lua
Te tomo por testemunha
Que desfolhei o malmequer...
Mal-me-quer,
Bem-me-quer,
Mal-me-quer,
Bem-me-quer...!
As pétalas perderam-se no chão
E tu escondeste nas nuvens
O rosto que enrubesceu!
Imagem Google

7 comentários:

Nélia disse...

Olá Ana!
Foi com enorme satisfação que recebi a sua visita e o carinho dos seus comentários.
Sou mais do crochet, tricot,etc, mas gosto de ter sempre uma janela aberta para as outras artes que, não as sabendo fazer, sou grande apreciadora.(por isso vou colocando outros links sem serem de crochet )Espero que não se importe de ter o seu link no meu blog, para vir com mais frequencia deliciar -me com os trabalhos,a ternura dos textos...enfim com tudo de bonito que há por aqui.
Uma inspiradora semana!
bjs
Nélia

Nélia disse...

De novo...
quanto ao trabalho de recorte, é mesmo feito a olho!A minha tia tem uma habilidade como que nunca vi para trabalhos minuciosos.O talento é inato.Pena é que com os seus 70 anos já não os possa fazer.Tenho outros recortes que irei mostrando.O único senão é fotografar os quadros com o vidro!
bjs
Nélia

Ana Oliveira disse...

Nelia
Foi também para mim, como já disse, um prazer visitar o seu espaço. Agradeço o link e as visitas.
Pena que a sua Tia já não possa fazer os maravilhosos trabalhos em papel, mas felizmente ficou a oportunidade de se guardarem para sempre.

Beijos

Ana

pensamentosametro disse...

Essa janela é uma janela para o mundo.

Bjos


Tita

Ana Oliveira disse...

É mesmo Tita
Cada um tem uma janela destas , às vezes está só entreaberta, outras vezes está assim escancarada.

Beijos
Ana

Anónimo disse...

E por vezes fecha-se de forma brutal e tosca e atabalhoada... mas é a janela mais baixinha de todas as que conheço e mais adora... qual falta de luz, qual quê?????? Todo o sol cabe lá dentro!

Ana Oliveira disse...

É verdade anónimo
Baixinha, escura...mas o sol está sempre lá dentro!